Impeça a votação do PL 73/2017 antes que seja tarde de mais!

Projeto de Lei 732017 - Municipalização de trecho da Rodovia BR-470

Uma contribuição ao debate!

Comunidade ilhotense, seguinte… talvez esse poderá ser um dos maiores estragos já promovido na gestão do prefeito Dida, um grande equívoco político que a Prefeitura de Ilhota pretender sancionar com a aprovação do #ProjetoDeLei PL 73/2017 que entra em sua primeira votação hoje na Câmara de Vereadores de Ilhota.

O ponto do debate que se levantou sobre o projeto principalmente nas mídias sociais, mais especificamente no grupo do WhatsApp da Câmara de Vereadores não é criação de uma rodoviária, lombada, parque industrial, bombeiros… isso ou aquilo. Essas coisinhas estão fora que cogitação no momento, não que sejam irrelevantes, mas o projeto tem seus pontos obscuros em suas entrelinhas.

A questão que devemos nos ater ao debate no momento sobre o projeto não é aquilo que não consta nos míseros 4 artigos da lei, e sim o que está oculto dela o favorecimento a um grupo de investidores. O município tem que pensar no bem comum das pessoas e isso não está acontecendo e estamos caminhando na contra mão do interesse público.

A obra daquela rodovia, apesar de inaugurada em 2 de setembro de 2016 e entregue a comunidade está inacabada. A rodovia está afundando! O Deinfra tem projetos (estou pesquisando pra logo publicar por aqui) para construir uma rotatória no trecho para fluir o futuro tráfego de veículos que tendem a como destino Pocinho e Barranco Alto e como se espera naquele loteamento com quase 900 lotes, imaginem a imensidão de carros entrando e saindo de lá. Será uma cidade. Teremos inúmeros problemas e isso é fato!

Então eu questiono… com a municipalização a prefeitura terá condições de fazer essas ações? Sabemos o quanto e difícil e o custo que é em conservar as nossas estradas com macadame, imagina uma obra dessa magnitude. Se o trecho passar para os cuidados da prefeitura, imagino que o Estado em sua magnífica sabedoria ira se ausentar do compromisso.

Portanto, peço aos nobres edis amigos da Câmara de Vereadores de Ilhota que barrem esse projeto, abrem uma consulta popular e depois de ouvir a sociedade, retornem ao debate do projeto. Caso haja e se estiverem com alguma dúvida quanto ao projeto, não é o prefeito que irá saná-la, pois o maior interessado é ele e vai convencer todos os vereadores a aderirem e aprovarem o projeto. A única razão para boicotar o projeto é o povo, após consulta-los. Nós devemos dizer aos vereadores o que eles deverão votar, a favor ou contra.

Vox Dei est eius

Conheça a lei!

Art. 1º Fica o Município de Ilhota autorizado a municipalizar o trecho que compreende a entrada da BR-470 no quilômetro 21,8 até a entrada da SC-470, cuja extensão é de 2,4 (dois vírgula quatro) quilômetros.
Parágrafo único. Para fins de assinatura do termo de transferência, o trecho acima referido é assim denominado: ENTR BR-470 (KM 21,8) – ENTR SC-470 (INÍCIO DA ÁREA URBANA DE ILHOTA) (SNV 470ASC1005) da Rodovia Federal BR-470/SC, com extensão total de 2,40 km.

Art. 2º A municipalização referida no artigo anterior não trará nenhum ônus à União Federal.

Art. 3º O Município assume a plena responsabilidade do trecho a partir da assinatura do termo de transferência e publicação do seu extrato no Diário Oficial da União.

Art. 4º Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Erico de Olveira
Prefeito Municipal

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Trecho da Rodovia de acesso a Ilhota que liga a BR-470 com a Ponte de Ilhota que será municipalizada

Anúncios

Prefeito Dida quer municipalizar o trecho da rodovia da Ponte de Ilhota

Trecho da Rodovia de acesso a Ilhota que liga a BR-470 com a Ponte de Ilhota

Projeto de Lei Ordinária 73/2017 de 15/09/2017 de iniciativa do Executivo autoriza  municipalização de trecho da Rodovia BR-470.

O que dizer desse catastrófico #ProjetoDeLei PL 73/2017 de iniciativa da Prefeitura de Ilhota? Medo!

Os motivos que levaram a prefeitura na época a fazer a municipalização do pequeno trecho da Rodovia Jorge Lacerda no Centro da cidade de Ilhota – Minha Terra, Minha Vida foram única e exclusivamente para atender apenas a interesses e empreendimento privados de algumas gatos pingados do bolso grande, com incentivos fiscais e brandas licenças sem quase nenhuma fiscalização ambiental. Desse mesmo jeitinho ilhotense de ser é a mesma coisa que eles querem fazer com o trecho da rodovia que liga Ponte Padre Claudio Geremias Cadorin com a Rodovia BR 470.

Não há outra justificativa ou razão com a PL73/2017. Se uma pessoa quer investir na cidade, ela não sabe que tem que cumprir com determinadas normas? Claro que sabe! Antes de iniciar o projeto certamente o fulano de tal já sabia disso, mas sempre é bom especular.

Neste sentido eu pergunto, será que nessa cidade há dois pesos e duas medias? Claro que tem, e é evidente… um para os chegados do rei e outro para o resto! Interessante é fazer essa reflexão e tentar despertar nas pessoas o que essa administração didatorial está promovendo em Ilhota.

Se em um ano aquela pedacinho de asfalto da rodovia da ponte já cedeu, imagina daqui há dez ano, imaginou? Agora sonha com pesadelo! Com a municipalização, tira o dever do Estado e/ou União a responsabilidade da manutenção/conservação e obriga a Prefeitura de Ilhota a fazer o reparo.

Deinfra/SC está fazendo a tal da “revitalização” (que pra mim é mais uma operação tapa buracos) na Rodovia Jorge Lacerda e o trechinho do centrinho da #1lh074 ficou de fora, culpa dessa burrice em municipalizar e a #barroza terá que pagar o pato. Se administração não consegue resolver o problema dos semáforos na Avenida Ricardo Paulino Maes, e recuperar o asfalto, vai ter cacife corrigir a oscilação de toda rodovia que foi feita encima da terra podre, do brejo.

Isso é um grave erro e não podemos deixar passar barato. Será que vale a pena a gente pagar por isso em troca de um empreendimento que ficará livre, isento de tributação até 2036?

Com alegria,
#DialisonCleberVitti

Projeto de Lei 732017 - Municipalização de trecho da Rodovia BR-470

Trechos de acessos para Ponte de Ilhota em rodovias exigem atenção dos motoristas

Ponte de Ilhota acesso pela Rodovia Jorge Lacerda, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Se a novidade da Ponte de Ilhota, com custo estimado em R$ 38,8 milhões, desperta alegrias para quem mora ou passa por Ilhota, os acessos da nova via às rodovias Jorge Lacerda e, principalmente, BR-470 trazem um cenário de mais preocupação. Na Jorge Lacerda, há uma lombada metros antes e um canteiro central, mas o alto fluxo de veículos provoca lentidão em determinados horários do dia e algum impasse entre motoristas que vêm de Gaspar e do Litoral e desejam acessar a ponte ao mesmo tempo.

Já no trevo da BR-470, uma espécie de trevo alemão com desvio na rota principal foi montada para tentar facilitar o cruzamento, mas placas instaladas no meio das pistas dificultam a visibilidade para quem vem do Litoral e quer acessar a ponte. O motociclista Alexandre Monteiro, 22 anos, diz que à noite a falta de iluminação torna o trevo mais perigoso.

O instalador Maicon Adão, 30 anos, costuma passar pela Ponte de Ilhota nos dias em que faz atendimentos no Litoral e retorna para Gaspar para escapar do trânsito da rodovia federal. Ele também defende melhorias na sinalização e na visibilidade no trevo.

Ainda não deu nenhum acidente ali, mas pode dar, principalmente agora no verão, com o aumento de pessoas indo em direção à praia
opina

A superintendência regional do Deinfra em Blumenau informou que a solução definitiva no local virá somente após as obras de duplicação, mas afirma que o excesso de placas (das obras, da própria rodovia e do acesso) causa certo conflito no trevo. Ainda assim, o órgão pretende monitorar o acesso e, se considerar necessária alguma adequação, deverá fazê-las. O mesmo se aplica ao trevo da Rodovia Jorge Lacerda, onde pequenos ajustes nas saídas de pista devem ser realizados. Enquanto isso, a recomendação do Deinfra é para que os usuários tenham mais atenção.

Fonte: artigo de Jean Laurindo, extraído do portal do Jornal de Santa Catarina

Projeto técnico da Ponte de Ilhota (16)

Reportagem aborda a mudança na rotina de pedestres e motoristas com a Ponte de Ilhota

Ponte de Ilhota #DialisonCleberVitti © 2016, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Reportagem histórica e relevante do Jornal de Santa Catarina revelam a mudança na de rotina de moradores com a construção e entrega de uma das maiores obras da cidade de Ilhota.

Da varanda da casa em que mora há 46 anos Laura Corsani Zimmermann, 68 anos, vê carros e caminhões cruzarem a Ponte Padre Cláudio Jeremias Cadorin, a Ponte de Ilhota, inaugurada oficialmente há um mês e meio. Mais do que assistir à passagem dos veículos que deu mais movimento e valorização ao pacato bairro Baú Baixo, na margem esquerda do Rio Itajaí-Açu, ela agora consegue ir com o filho João Júnior Zimmermann à farmácia, ao médico, ao mercado e a outros estabelecimentos do Centro de Ilhota. Serviços que antes ficavam a um rio de distância, acessíveis apenas por uma balsa que, sabia dona Laura, “não tinha mais condições”. A primeira passagem sobre o rio do município de 58 anos de emancipação era um sonho de décadas para famílias da cidade.

Meus pais já falavam dessa ponte. Depois que as obras começaram nunca duvidei que ficaria pronta, mas achei que eu não iria viver para passar em cima dela. Não tem o que dizer, é tudo de bom
empolga-se a costureira aposentada, com a vitalidade de quem passou e passará muitas vezes na travessia que para os pais foi apenas fantasia

Mais do que facilidade para moradores de Ilhota, a nova ponte aumentou as opções de deslocamento para quem passa pelas rodovias BR-470 e Jorge Lacerda. É comum ver carros com placas de outras cidades e caminhões de empresas distantes que optam pela ponte para encurtar distâncias ou escapar dos trânsitos urbanos. Não há dados sobre quantos veículos passam pela ponte, mas a superintendência regional do Deinfra avalia que ela ajudou a melhorar o trânsito da região e também aumentou o fluxo na Rodovia Jorge Lacerda entre Ilhota e Itajaí. Para esse impacto, a resposta seria a revitalização da via, que teve edital de licitação lançado no início de setembro.

O casal Viviane Schmitz Theiss e Ricardo Theiss aproveita o asfalto do acesso e da nova ponte para caminhar, sempre atento aos motoristas que já abusam da velocidade na reta de quase dois quilômetros que antecede a ponte de 480 metros. Mas os ganhos com a travessia sobre o rio vão além de saúde e bem-estar. A ponte também favorece os negócios do casal.

Temos uma confecção e agora para levar serviço para nossas funcionárias que trabalham em casa  na margem esquerda do rio ficou muito mais rápido. Leva 25 minutos, antes chegava a levar uma hora e meia
conta Ricardo

Da balsa à ponte

Nas sextas-feiras, quando deixa o serviço na madeireira no bairro Pocinho para ir para casa em Blumenau, Ivo Nogueira, 49 anos, precisa caminhar menos e, mais do que isso, não depende da balsa para a travessia. Nos últimos quatro anos, Éder Alves, 32, trabalhou no rebocador que puxava a balsa de Ilhota. Agora, atua como vigia da balsa e do rebocador que, enquanto esperam por um edital de leilão da prefeitura, seguem parados na beira do rio, desprestigiados pela população ainda ressentida pelo tempo em que os teve como única forma de travessia. O local de trabalho fica a um quilômetro da nova ponte, por onde Éder agora passa todo dia para ir de casa, no bairro Pocinho, até o Centro.

Ficou muito boa, melhorou muito a vida de quem mora aqui, tanto do lado do Centro quanto do lado de lá
conta Éder

Por Jean Laurindo jean.laurindo@santa.com.br, extraído do portal do Jornal de Santa Catarina.

Ponte de Ilhota é finalmente inaugurada

Inauguração da Ponte de Ilhota, Rodovia Jorge Lacerda, Raimundo Colombo, DNIT, Departamento Estadual de Infraestrutura, Deinfra, Governo do Estado de Santa Catarina, Governo do Estado, Santa Catarina, Ilhota, Prefeitura de Ilhota, Ponte de Ilhota, BR-470, SC-412, YouTube, Secretaria de Estado de Comunicação, Secom, Vale do Itajaí, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

Governador Raimundo Colombro entrega a Ponte de Ilhota para a população do Vale do Itajaí

Resultado da parceria entre governos federal e estadual, a Ponte de Ilha foi inaugurada em uma grande festa nesta sexta-feira, 2 de setembro, em ato com a presença do governador Raimundo Colombo e do presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte (DNIT), Valter Casimiro Silveira. Foram investidos R$ 38,5 milhões na estrutura que liga a BR-470 e a SC-412, conhecida como Rodovia Jorge Lacerda, no Vale do Itajaí. No ato, marcado pela forte presença da comunidade, o governador também anunciou o lançamento do edital para revitalização da Rodovia Jorge Lacerda.

“Hoje é um momento de grande emoção e alegria para todos que contribuíram com esta obra, e foram muitos. Vencemos todos os obstáculos e conseguimos entregar essa que é uma das maiores pontes de Santa Catarina, tão aguardada pela população de Ilhota, e que vai trazer um ganho enorme para o desenvolvimento da região”, destacou o governador Colombo, ressaltando a importância da parceria com o DNIT na execução dos trabalhos.

Até então, sem a ponte, a população local utilizava uma balsa para cruzar o Rio Itajaí-Açu. O percurso que durava mais de uma hora agora poderá ser feito em poucos minutos. A nova estrutura conta com 2,4 quilômetros de extensão, sendo 480 metros sobre o rio. Os trabalhos, que começaram em setembro de 2012, contemplaram, ainda, os serviços de terraplenagem, drenagem e sinalização. Foram investidos R$ 38,5 milhões, sendo R$ 15 milhões do Governo de Santa Catarina e mais R$ 23,5 milhões do governo federal.

“O Brasil todo, um país como dimensões continentais, ainda carece muito de obras de infraestrutura. Então, quando conseguimos fazer uma ligação a um município, quando conseguimos dar acessibilidade e conforto para uma população, temos um ganho incalculável”, avaliou o presidente do DNIT, Valter Casimiro Silveira.

“Hoje é um dia que vai entrar para a história de Ilhota. Essa não é uma obra qualquer, é a realização de um sonho e o início de uma nova cidade. Estamos ligando as duas margens do rio para juntos buscarmos o desenvolvimento que o município merece”, acrescentou o prefeito Daniel Bosi.

Homenagem

A nova estrutura foi batizada oficialmente como Ponte Cláudio Jeremias Cadorin, em homenagem ao padre que atuou na paróquia local nas décadas de 1980 e 1990. Natural de Nova Trento, padre Jeremias Cadorin faleceu, aos 63 anos, em 1994.

Por Alexandre Lenzi, Assessoria de Imprensa  da Secretaria de Estado de Comunicação – Secom – www.sc.gov.br

Governador autoriza a revitalização da Rodovia Jorge Lacerda

Inauguração da Ponte de Ilhota, Rodovia Jorge Lacerda, Raimundo Colombo, DNIT, Departamento Estadual de Infraestrutura, Deinfra, Governo do Estado de Santa Catarina, Governo do Estado, Santa Catarina, Ilhota, Prefeitura de Ilhota, Ponte de Ilhota, BR-470, SC-412, YouTube, Secretaria de Estado de Comunicação, Secom, Vale do Itajaí, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

No ato desta sexta-feira, dia 2 de setembro, data histórica em Ilhota, o governador Colombo também confirmou o investimento do Estado na revitalização da Rodovia Jorge Lacerda. O edital de licitação foi publicado na quarta, 30 de agosto, na modalidade menor preço. As propostas serão recebidas até o dia 3 de outubro.

A empresa vencedora será responsável reabilitação da rodovia, o que abrange trabalho de terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização, obras complementares, obras de contenção, serviços diversos e de meio ambiente. O trecho revitalizado tem em uma extensão de 25,4 quilômetros, ligando a cidade de Gaspar até a BR-101. O valor previsto para o investimento é de quase R$ 50 milhões e o prazo para a realização da obra é de 18 meses, contando a partir da assinatura do contrato.

O presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini, e o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí, Gaspar Laus, entre outras autoridades, também acompanharam a cerimônia.

Por Alexandre Lenzi, Assessoria de Imprensa  da Secretaria de Estado de Comunicação – Secom – www.sc.gov.br

Ponte de Ilhota será entregue à população

Ponte de Ilhota, Secom, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツ

O governador Raimundo Colombo inaugura na próxima sexta-feira, 2 setembro, a Ponte de Ilhota, uma obra simbólica para a região do Vale do Itajaí. Mais do que uma ligação terrestre entre a BR-470 e a SC-412, conhecida como Rodovia Jorge Lacerda, ela representa a união do município que fica dividido pelo Rio Itajaí-Açu.

Aqui tudo é Ilhota mas as pessoas que moram do outro lado do rio quase não se consideravam ilhotenses. Muita gente que mora na região do Baú trabalha aqui na cidade e tinha duas opções para de caminho para ir trabalhar: pela balsa ou pela BR-470
conta Sergio Américo, morador vizinho à ponte que acompanhou todas as fases da obra

A obra recebeu investimento de R$ 33 milhões e foi executada por meio de repasse de recursos federais e estaduais. A ponte altera o sistema de mobilidade da região. “Se antes um morador do Baú levava em média 1h15min para fazer a travessia, a ponte reduziu esse tempo para 15 minutos”, observa Sergio Américo.

Morador do Morro do Baú, o comerciante Gilberto Hoffmann está animado com a conclusão da ponte que poderá render lucros para o seu restaurante. “Para nós já está sendo muito bom. Aqui é uma região bonita e com a ponte esperamos também turistas”.

Estudos realizados pelo Deinfra estimam que a avenida Jorge Lacerda vai absorver 7.416 veículos por dia, sendo que destes 2 mil são veículos pesados, tendo impacto significativo para os moradores das zonas urbanas e rurais do município.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Comunicação – Secom

Edital para duplicação da BR-470 entre Navegantes e Ilhota

O edital para duplicação da BR-470, entre Navegantes e Ilhota foi lançado. A licitação para as empresas interessadas foi aberta em primeiro de maio e os envelopes com os valores  abertos em 21 de junho, em Florianópolis.

O projeto na rodovia catarinense é feito em lotes separados, sendo que a licitação somente é aberta após a conclusão das demais partes. Entre o trecho de Navegantes a Blumenau há quatro lotes, diferente da área entre Blumenau e Gaspar, que será realizado em três. As empresas responsáveis já estão definidas. O lote 2, entre Ilhota e Gaspar, ainda depende de conclusão do projeto executivo. A previsão é que este edital seja lançado até o fim de maio.

No dia 23 de abril, a empresa responsável pela duplicação do lote quatro da BR-470, entre Blumenau e Indaial,  foi definida. Entre seis empresas participantes, as propostas, em valores, foram abertas na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). O trecho é entre o km 57,7 e 73,18 e será coordenado pela empresa Sul Catarinense, que apresentou o valor de R$ 205.915,971 milhões.

19 lombadas Eletronica de Navegantes a Rio do Sul

19 lombadas Eletronica de Navegantes a Rio do Sul

A nossa e Bela Santa Catarina, já não parece tão mais bela, visto que a rodovia que rasga a floresta e une o interior ao litoral está doente, pois está pipocada de lombadas eletrônicas”.
No trecho que liga Navegantes (km 3,9), a Rio do Sul (km 143), foram instaladas 19 lombadas eletrônicas, sendo a média de uma lombada a cada 7,32km, ainda tem mais, a polícia rodoviária fica em trechos mais longos inclusive a noite com radar móvel (para pegar mais dinheiro do povo quer dizer mais infratores, pois eles não tem interesse algum em pegar dinheiro do povo),  diga-se de passagem “é um absurdo”,  mais um roubo para o governo descaradamente.

Tanto se pode falar, mas acho que só perderia meu tempo, pois não tenho esta didática, mas me revolto contra estes absurdos e ninguém faz nada, todos cruzam os braços e simplesmente falam, “é lei federal fazer o que?”. Gostaria  de houvir mais opiniôes e se possível alguém que levasse mais  a sério e fizese críticas que aparecessem mais nos jornais e televisão, talvez assim alguns políticos tomassem vergonha na cara  e lutassem pela doença da Nossa e Bela Santa Catarina.

Na autorização de construção de rodovia em Blumenau, governador defende investimentos em mobilidade

Na autorização de construção de rodovia em Blumenau, governador defende investimentos em mobilidade

Presente na posse da nova diretoria da Câmara de Dirigentes Lojistas de Blumenau (CDL), o governador Raimundo Colombo autorizou a construção da rodovia SC-108, entre a Serra da Vila Itoupava e a BR-470, e apresentou os investimentos do Governo do Estado em Infraestrutura. “A mobilidade urbana é uma das necessidades mais importantes que devem ser tratadas com muita atenção. Nenhuma obra ficou parada em 2011 e estamos trabalhando com os devidos cuidados para diminuir os problemas dentro de nossas cidades”, comenta o governador Raimundo Colombo.

A nova rodovia vai ajudar o escoamento para Blumenau e os municípios vizinhos. O projeto está orçado em R$ 19,5 milhões e deve ser concluído no prazo de 12 meses, sendo aberta a licitação logo em seguida. Prolongamento da Via Expressa, ela foi batizada de SC-108 e terá o traçado de 19,5km, do pé da Serra da Vila Itoupava até o entroncamento com a BR-470. Com a obra, parte do tráfego da Rodovia Guilherme Jensen e da Rua Pedro Zimmermann serão deslocadas para a SC-108. “Blumenau e outras cidades sofrem muito com o trânsito intenso, portanto esse novo acesso facilitará o deslocamento dos cidadãos que por ali passam”, diz Colombo.

Presidente reeleito da CDL, o empresário Paulo César Lopes comenta que acompanha há 28 anos o aumento do fluxo de automóveis, ônibus, motos e que aos poucos foi se complicando o deslocamento. “Essa é uma obra muito importante para a região e que há um longo tempo era reivindicada pela população”, revela Lopes.

Durante a cerimônia, Colombo também adiantou que esteve reunido com o diretor-geral do DNIT, general Jorge Ernesto Pinto Fraxe, para adiantar os estudos sobre a duplicação da BR-470. Nas próximas semanas, o edital de licitação da obra deverá ser aberto.

Investimentos

Em 2011, o Governo do Estado investiu cerca de R$ 620 milhões na recuperação, pavimentação e duplicação de 547 km em todas as regiões de Santa Catarina. O destaque fica para a pavimentação do acesso de novos municípios, restando apenas três em todo o Estado. “Vamos fazer estas obras em 2012 e Santa Catarina será o primeiro Estado brasileiro que terá 100% dos municípios com pelo menos um acesso pavimentado”, garante o governador Raimundo Colombo.

Em 2012, o Governo do Estado também promete investir pesado em recuperação de rodovias. O objetivo é iniciar a recuperação e restauração de cerca de 2 mil km, com recursos de financiamentos do BID e BNDES. Também começarão as obras de eliminação de 127 pontos críticos onde ocorrem cerca de 70% dos acidentes com vítimas nas rodovias estaduais, onde 16 pontos já estão em licitação.

Governador assina Ordem de Serviço para construção de rodovia em Blumenau

Secretário Regional César BotelhoA região de Blumenau irá receber uma nova rodovia para colaborar com a mobilidade urbana da cidade e dos municípios vizinhos. O governador Raimundo Colombo, acompanhado do secretário Adjunto da Infraestrutura, Paulo França e do secretário Regional de Blumenau, César Botelho,  assina, nesta quinta-feira (9), a Ordem de Serviço para elaboração do projeto de construção da rodovia SC 108 entre a Serra da Vila Itoupava e a BR 470. A assinatura ocorrerá durante a solenidade de posse da Câmara de Dirigentes Lojistas de Blumenau, às20h, no Teatro Carlos Gomes.

O projeto do trecho de 19,5 km está orçado em R$ 1,6 milhão e deve ser concluído entre 10 e 12 meses. Em seguida, a licitação para o início das obras será aberta. “A construção desta nova estrada será um fator determinante para o desenvolvimento da região norte de Blumenau e cidades do entorno. Também permitirá a inclusão da Rodovia Guilherme Jensen na malha viária urbana de Blumenau”, destaca o secretário-adjunto da Infraestrutura, Paulo França.

A execução do projeto será feita pelo Consórcio Vila Itoupava formado pelas empresas Empresa Sulbrasileira de Serviços de Engenharia Ltda (ESSE) e Iguatemi – Consultoria e Serviços de Engenharia Ltda. “Como continuação da Via Expressa este projeto viabilizará um novo importante acesso para a cidade de Blumenau”, ressalta o secretário regional César Botelho.

Ilhota receberá sinalização turística da Costa Verde & Mar

Ilhota receberá sinalização turística da Costa Verde & MarA cidade de Ilhota receberá em breve placas que a identificarão com pertencente a região da Costa Verde & Mar. As sinalizações serão instaladas nas rodovias SC-470 e BR-470. Já o centro contará com placas turísticas marrons, com pictogramas de identificação dos equipamentos, de acordo com as regras do Ministério de Turismo.

Ao todo serão implantadas 142 placas de sinalização turística em rodovias federais e estaduais e nas malhas viárias municipais, dando acesso aos principais atrativos da região. Com a implantação do projeto, pretende-se melhorar as condições de deslocamento, segurança e trafegabilidade de turistas, população e usuários, ampliar o número de visitantes e melhorar a infraestrutura turística. “Este projeto representa um grande avanço na construção das políticas públicas regionalizadas. O objetivo é fazer com que os turistas trafeguem pela região com maior facilidade e segurança”, declarou a secretária Marisa Teresinha Pereira.

A aprovaçào dos recursos aconteceu em dezembro de 2010 e encontra-se em fase de autorização junto ao DEINFRA E DNIT.