Algumas séries sobre política que você precisa conhecer


Seriados de política

Política costuma ser assunto para muita discussão! A indústria cinematográfica sempre considerou isso nas suas produções, como em Dr. Fantástico (1964), que conta a história de um general que planeja dominar o mundo e acabar com o comunismo, bem no período histórico em que essa corrente ganhava força.

As produções relacionadas à política vêm estabelecendo-se, principalmente, após a Segunda Guerra Mundial e o Plano Marshall, um projeto realizado pelos Estados Unidos para financiar a reconstrução da Europa pós-guerra. Assim, teve como medida a inserção de produtos culturais que propagavam ideologias, como o American Way of Life. Desde então, a indústria cresceu e, hoje, os produtos audiovisuais estão cada vez mais em evidência e diversificados.

Vamos indicar algumas séries sobre política, relacionando o conteúdo delas com os eventos no mundo, para que você se divirta e ainda fique por dentro de temas importantes! Confira agora as 6 séries sobre política que você precisa conhecer.

House of Cards

House of CardsHouse of Cards talvez seja a série mais popular dessa lista. A série estreou em 2013 pela Netflix e tem seu enredo baseado nas tentativas de ascensão ao poder de um congressista chamado Frank Underwood.

No decorrer das temporadas, estando na 5º atualmente, Frank arquiteta estratégias e planos corruptos para o tão almejado cargo da Presidência da República, juntamente com sua esposa Claire. No decorrer dos episódios, você aprende sobre o sistema político dos EUA e as relações de poder entre seus políticos e partidos.

O interessante sobre essa série é a forma escancarada com que Frank maneja suas artimanhas e interage com o público, compartilhando todos os pensamentos. Isso assusta, pois se põe à visão geral de que os políticos escondem o que pensam e seus verdadeiros objetivos. Frank, no entanto, não faz segredos com quem está assistindo. Além de contar com a brilhante atuação de Kevin Spacey como Frank Underwood, os espectadores acompanham de perto a vida desse político que os cidadãos estadunidenses não verdadeiramente conhecem.

A série se passa nos Estados Unidos, mas chamou atenção por seus eventos serem similares aos eventos políticos que aconteciam no Brasil. Só não contamos mais para não vazar informações antes que você assista! Uma rede social oficial da série, inclusive, brincou com essa semelhança afirmando, em português, que “está difícil competir”.

Homeland

HomelandHomeland retrata o momento da guerra entre o Iraque e os Estados Unidos. A série tem como protagonista a atriz Claire Daines, que interpreta uma oficial de operações da CIA, a agente Carrie Mathison. Tudo começa quando, após conduzir uma operação não autorizada, Claire foi realocada para o Centro Contraterrorista da CIA.

Nesse meio tempo, Claire foi informada de que um agente norte-americano, anteriormente capturado pela Al-Qaeda, se aliou a eles e repassou informações sigilosas do governo. Com isso, Claire segue em busca do agente infiltrado, permeada por toda a atmosfera da guerra e de seus próprios problemas psicológicos.

A Al-Qaeda e os Estados Unidos
Al-Qaeda é uma organização islâmica que foi liderada por Osama Bin Laden e, desde a sua criação em 1989, tem como principal objetivo expulsar tropas russas do Afeganistão. Durante esse período, os Estados Unidos ajudavam financeiramente a organização com a compra de armamento. Com a Guerra do Golfo e as instalações de bases militares estadunidenses na península arábica, uma localização sagrada do islã, a Al-Qaeda iniciou atividades diretas contra os Estados Unidos. Conheça a história completa do grupo terrorista, neste post.

A série está na sua 6º temporada e está disponível na Netflix. Homeland traz a perspectiva dos Estados Unidos, mas também recomendamos assistir à série na qual Homeland fora inspirada, a israelense “Prisioneiros de Guerra” (Hatufim), disponível no Globosat+ e no Now, para conhecer o outro lado da história.

The Americans

The AmericansA Guerra Fria é um dos acontecimentos históricos mais conhecidos, por ter se passado entre dois grandes eventos mundiais: a Segunda Guerra Mundial e a extinção da União Soviética. A constante tensão entre EUA e URSS, defensores de correntes políticas diferentes – capitalismo e comunismo -, é representada na série.

The Americans elucida justamente esse período. A série traz a história de dois agentes soviéticos da KGB que se infiltram nos Estados Unidos, tendo que se passar por uma família comum. Eles têm como missão controlar a rede de espiões no país, entretanto, cada vez mais se envolvem e se comportam como um casal.

A série é inspirada em fatos reais e seu criador é um ex-agente da CIA, Joe Weisberg, que mostra um pouco do que aconteceu nos Estados Unidos naquela época. A história, então, é um drama político entre o impasse do disfarce deles como agentes e a vida familiar com seus filhos. The Americans também está disponível na Netflix.

Narcos

Narcos com Wagner MouraNarcos se passa na Colômbia e conta a trajetória dos cartéis colombianos liderados por Pablo Escobar (1949 – 1993), considerado um dos maiores narcotraficantes do mundo. O colombiano ganhou notoriedade por suas formas de burlar a política anti-drogas norte-americana, seu principal mercado. Além disso, envolveu-se com o maior grupo guerrilheiro do país, as FARC.

A série se passa na perspectiva de dois agentes da DEA (Agência Anti-Drogas norte-americana), que mudaram sua vida para combater Escobar em Medellín. Assim, Narcos acompanha a dualidade de Pablo como um traficante e, por outro lado, um “benfeitor” para a população da cidade. O colombiano se candidatou e chegou ao Congresso, além de realizar constantes reparações à comunidade. A série mostra também a atuação do governo da Colômbia perante o crescimento dos cartéis.

O ator brasileiro Wagner Moura faz o papel de Pablo Escobar. Para interpretar Pablo, Wagner se mudou para Medellín durante 6 meses para aprender espanhol, além de ter engordado 20 kg apenas para o papel.

Narcos foi produzida pela Netflix e dirigida pelo brasileiro José Padilha, diretor dos renomados Tropa de Elite (2007) e Tropa de Elite 2 (2010), que também usou a violência explícita e a exploração de aspectos íntimos dos personagens. A parceria anterior entre Wagner e Padilha fez com que houvesse uma liberdade criativa para a execução dessa série. Baseada em fatos reais, Narcos caminha para sua terceira temporada.

Quiz: mito ou verdade, o que você sabe sobre as FARC?

Designated Survivor

Designated SurvivorEstrelada por Kiefer Sutherland (da série 24 horas), Designated Survivor tem como premissa a ascensão do Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Tom Kirkman, à posição de presidência dos Estados Unidos.

A repentina mudança na vida de Kirkman foi causada por uma explosão no Capitólio dos Estados Unidos, na noite do Discurso do Estado da União, momento em que todos os governadores estavam reunidos. O Discurso do Estado da União é uma obrigação do presidente dos Estados Unidos, proposto pela Constituição, de prestar informações conclusivas sobre as estratégias políticas e militares ao Congresso. O evento acontece anualmente e é transmitido para a população.

Assim, um representante do governo fica designado a não comparecer à cerimônia, para suceder a posição de Presidente da República em caso de algum atentado.

Com o ocorrido, Kirkman tem que aprender a lidar com essa nova realidade, subitamente, sem possuir nenhuma experiência em cargos de tamanho poder. Assim, a série acompanha as imcumbências a Kirkman de formar um novo secretariado, lidar com relações exteriores e investigar o atentado terrorista.

No Brasil, a série – que é a única da nossa lista não inspirada em fatos reais – é transmitida pela Netflix.

Os Dias Eram Assim

Os Dias Eram AssimPor último, indicamos uma série brasileira que tem conquistado a atenção de muitas pessoas. Aos poucos, o país adentra o mundo das séries, fazendo grandes produções principalmente no horário das 23h na TV aberta. Os Dias Eram Assim é uma série que retrata a vida de uma família, seus conflitos e cotidiano na Ditadura Militar.

A série mostra os impasses da militância com as elites. A atriz Sophie Charlotte interpreta a personagem principal, que faz a ponte entre esses dois lados. Além disso, a produção vem sendo elogiada pela fotografia, enredo e aplicação dos fatos, tendo como parte da abertura fotos reais da época da ditadura militar (1964-1985).

A série é uma boa pedida para quem busca consumir mais produtos audiovisuais nacionais. Os Dias Eram Assim está no ar na Rede Globo, mas pode ser assistida na íntegra no Globo Play.

Diante dos mais recentes quadros no mundo, de atentados terroristas e guerras civis, podemos esperar grandes produções inspiradas na “vida real”. E você, já assistiu algumas dessas séries? Indica outras para conhecermos? Comente!

Fonte: Politize! por Giulliana Moreira, que é estudante de Jornalismo na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e fotógrafa. Acha fascinante o processo criativo da Comunicação, culturas e relações interpessoais.

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s