Estamos cometendo os mesmos erros da Copa…


A violência não faz parte desse jogo, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2016, Newsletter, Feed

Você lembra do caso do Rafael Braga?

Anistia InternacionalEle foi detido em junho de 2013, após um dos maiores protestos do Rio de Janeiro, carregando duas garrafas de produtos de limpeza. Rafael vivia em situação de rua e foi processado por “porte de artefato explosivo ou incendiário sem autorização” – mesmo com a conclusão do laudo de que os tais produtos nunca poderiam ser usados como explosivos.

Já testemunhamos o endurecimento da violência policial em tempos de grandes eventos esportivos como a Copa do Mundo, quando centenas de pessoas ficaram feridas e/ou foram detidas de maneira arbitrária na repressão violenta a protestos. E vimos como essa repressão violenta deixa marcas profundas na vida das pessoas, como fez com Rafael Braga.

Agora, são as Olimpíadas que vêm aí! Exija que as autoridades tomem medidas para evitar que as violações de direitos humanos se agravem com a proximidade dos Jogos.

Acabamos de lançar um documento que mostra que as autoridades brasileiras e os organizadores dos Jogos vêm colocando em prática as mesmas políticas de segurança pública que levaram a um aumento no número de homicídios e violações de direitos humanos desde a Copa.

Até hoje não temos uma melhor regulamentação do uso de armas menos letais. O Projeto de Lei antiterrorismo foi aprovado com um texto tão amplo e vago que dá margem para uma maior criminalização de manifestantes e movimentos.

Não queremos que os erros de 2014 se repitam em 2016. A repressão aos protestos não pode cometer injustiças como fez com Rafael Braga e as violações cometidas por agentes do Estado não podem ficar impunes. Já passamos por isso antes, conhecemos nossos direitos e vamos exigi-los.

A Comissão de Segurança da Rio 2016 será responsável pelas operações de segurança pública nos jogos olímpicos – portanto ela também é responsável por evitar violações nessas operações.

Assine agora a petição pedindo que a Comissão de Segurança assuma sua responsabilidade e respeita os direitos humanos antes e depois da Rio2016Juntos e juntas, vamos dizer a eles que a violência não faz parte desse jogo!

Rebeca Lerer
Campaigner
Anistia Internacional Brasil

Fonte: Recebido pela Newsletter da Anistia Internacional do Brasil.

😀

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s