Declaração contra a criminalização, perseguição e judicialização da luta pela defesa da vida, direitos, terra, água, sementes e pela mãe Terra


 Conferência Internacional sobre Reforma Agrária, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2016, Newsletter, Feed

Conferência Internacional sobre Reforma Agrária
Marabá, 15 de abril de 2016

Via CampesinaDe 13 a 17 de abril de 2016, em Marabá, Pará, Brasil, mais de 130 delegados de 28 países ao redor do mundo foram reunidos como parte de La Vía Campesina e aliada movimentos, como parte da Conferência Internacional sobre Reforma Agrária, um símbolo de a luta pela liberdade para os homens e mulheres nos campos, os manguezais e sobre o mar. O objetivo da conferência foi o de elaborar uma proposta tão necessária para a Reforma Agrária Popular para substituir capitalista e expansão neoliberal.

Neste momento de luta e resistência para os povos do mundo, debatemos a criminalização, perseguição e judicialização da luta pela defesa da vida, direitos, terra, água, sementes e pela mãe Terra, promovido por interesses capitalistas imposição política, econômica, terrorismo militar e social. Isso tudo ocorre com o consentimento dos governos estaduais, por meio de seus projetos letais tais como a extração baseada em projetos de infra, ou ‘desenvolvimento’ capitalista (turismo, mercados de carbono, mineração, energia hidroelétrica, monocultura, agronegócio, agricultura industrial e maricultura), como bem como a militarização de nossas terras. Privação, a instabilidade social e repressão são generalizados, como resultado de assassinatos sistemáticos, massacres, desaparecimentos forçados, altas taxas de femicídio, prisão e detenção arbitrária, a intimidação, assédio e ameaças, perseguição de líderes, migração forçada e guerras contra as pessoas comuns.

Além de tudo isso há instabilidade política com a finalidade de manter um desequilíbrio entre as populações do mundo inteiro, bem como golpes frequentes no radar do governo dos Estados Unidos, um estado que começa criando instáveis, Estados fracassados, como é o caso de Honduras, Guatemala, El Salvador, Paraguai, Equador, Bolívia, África do Sul, e a tentativa de golpe de corrente contra o povo brasileiro e da intromissão sistemática no processo venezuelano.

Luta pela Reforma Agrária, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2016, Newsletter, FeedVemos conluio entre o Estado, as empresas privadas, corporações e elites que criam uma cultura de impunidade que permite que os perpetradores para escapar impune.

Confrontados com esta onda de criminalização desenfreada daqueles de nós que defendem a água, a terra, os manguezais, mar, território e vida, nós denunciar e exigir a punição dos responsáveis por milhares de assassinatos de líderes sociais, que denunciam o processo legal de milhares dos ativistas, chamamos para a libertação de milhares de prisioneiros políticos, denunciamos o caso extremo do assassinato de Berta Cáceres, um dos líderes mais simbólicos na luta contra a pilhagem de capital e um militante pela paz em Honduras. Precisamos urgentemente de um fim da criminalização da luta pela terra, manguezais e mar, e a luta social.

Hoje, mais do que nunca, reafirmamos que a nossa luta é parte da defesa dos direitos humanos e da vida. Para a vida que dar tudo, pois a morte damos nada.

Ao longo da nossa luta ao longo da vida, e não um momento de silêncio para nossos mortos!

😀

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s